COMUNIDADE CRISTA PAZ E VIDA SEDE TABOÃO DA SERRA- ESTRADA BENEDITO CESARIO DE OLIVEIRA 630 TEL 0XX11-4139-3545 whatsapp(11)94777-2854

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

ESTUDO BÍBLICO : SANGUESSUGA



SANGUESSUGA

A sanguessuga tem duas filhas, a saber: Dá, Dá. Há três coisas que nunca se fartam, sim, quatro que não dizem: Basta!”(Pv 30.15)
A palavra traduzida do hebraico para sanguessuga é aluqah. Este termo parece unicamente em provérbios 30.15, dando à raiz da palavra significado de chupadora. A sanguessuga, esse pequeno animal que vive somente para obter sangue, faz parte de uma classe especializada de nome científico Hiridinea ou Annelida, distinguida por terem exatamente trinta e quatro segmentos nos corpos, dos quais os primeiros cinco ou seis formam a cabeça que chupa, enquanto que os últimos sete formam a cauda, que chupa.Champlin afirma que: “metaforicamente, a sanguessuga refere-se a algum indivíduo ou alguma circunstância debilitadora, gananciosa e extremamente egoísta em suas exigências.” E ele diz mais: “A sanguessuga é o modelo do egoísmo e da ganância, e é vista como animal que vive do sangue de outro animal, uma apta metáfora para as pessoas gananciosas.”Quando Agur escreveu este texto, sua preocupação não era com a sanguessuga em si, nem com uma definição técnico-cientifica do animal, mas sim apresentar um principio moral/espiritual que tem como parâmetro a vida da sanguessuga. O princípio moral/espiritual é o da ganância, do egoísmo, da autosatisfação que leva pessoas, grupos, entidades a se beneficiarem de coisas de forma desonesta, de maneira ilimitada e insaciável, querendo sempre mais e mais, sugando, chupando, extraindo, explorando para proveito próprio.Quando se observa a vida da sanguessuga percebe-se claramente que Agur está descrevendo o agir egoísta e interesseiro do ser humano. As sanguessugas são bastante espalhadas pelo mundo, podendo habitar na água ou em terra úmida, como em prefeituras, governos estaduais e federais, como em todos os setores ou repartições públicas ou privadas; Alimentam-se principalmente de sangue e chupam tão
prodigiosas quantidades, que seus corpos distendem-se quais balões, isto é, suas contas bancárias no Brasil e no exterior, seus patrimônios dentro e fora do país. As sanguessugas têm o seu corpo formado por 34 segmentos, subdivididos externamente. São os testa de ferros, os laranjas, os limões, os inocentes úteis usados para esconder o sangue sugado. As sanguessugas são vermes possuidores de ventosas, por meio das quais chupam o sangue de animais. São parasitas que se instalam em setores da sociedade para absorverem de forma desonesta e
escabrosa tudo que é possível. O sábio Agur do ápice de sua sabedoria afirma que a anguessuga tem duas filhas: Dá, Dá. Isto é, quanto mais sangue bebe, mais sangue quer. Quanto mais se tira, quanto mais se desvia, quanto mais se locupleta, mais se quer, mais se
deseja, mais se inventa uma maneira de se tirar mais e mais e mais. Um escritor afirmou: “Há pessoas tão excessivamente gananciosas e cobiçosas que elas deixarão sem nada qualquer ser vivo, elas se agarram a qualquer coisa que possa dar lucro e nunca largarão até que tenham extraído até a última porção que haja de bom.” Infelizmente, estamos vivendo em nossa sociedade este princípio moral/espiritual da sanguessuga. Cuidado com os sanguessugas!
Eles podem estar em qualquer lugar em nossa sociedade, em qualquer instituição pública, privada ou religiosa, pois os sanguessugas usam tudo e todos para satisfazer a sua volúpia de sangue, ou seja, de poder, de dinheiro, de fama etc. Por isso já dizia Horácio: “Se ele se apoderar de você, então a tortura Será uma coisa temível. Ele se agarra a você até Ver você morto. Ele é como uma sanguessuga, Voraz pelo seu sangue Ele não desiste de seu cruel domínio sobre você até explodir, cheio de tanto sangue.” Agur, neste texto, ilustra os homens que anelam por mais e mais, uma natureza destrutiva de indivíduos sanguinários que nunca
matam ou aleijam o suficiente, ou roubam o suficiente, ou corrompem o suficiente, ou exploram o povo o suficiente. Agur, portanto, revela a cobiça humana que jamais se satisfaz; a concupiscência de certas pessoas que sempre desejam mais e mais.
Pr Claudio Paglia

6 comentários:

Evangelista Miriam Santos disse...

Que benção esse estudo, não vamos diexar a sanguessuga nos roubar nada!Adorei! bjssss

Vinicius Lira disse...

A sanguessuga rouba também a metade do teu nome e vc sem saber passa a usar o que sobra,Quer ver como ela rouba o teu nome? teu nome é Juliana mas a sanguessuga precisa da metade do teu nome para dar as filhas e vc passa a se chamar Júju pq o resto foi emprestado,e se vc quer teu nome de volta te apresente com ele completo e não aceite mais apelido durante a tua vida e vc vai ver que as bençãos virão até vc .Celia M.L. Porto Velho-RO .Que Deus abençõe a tds nós

Felipe Santos disse...

Confesso que não tinha entendido o texto bíblico com tanta clareza quando li na Bíblia.
Esse estudo me deu uma visão maior sobre a metáfora que Agur usou.
Muito bom o estudo. Deus o abençoe e continue revelando a Palavra dEle.
Existe uma música da banda Fruto Sagrado que se chama "A Sanguessuga". Muito interessante a letra da música. Sugiro ela pra ouvir quem tiver interesse.

ecinore disse...

eu quero ouvir como faço? Felipe santos

Maria Do Socorro Socorro disse...

Gloria a Deus me ajudou bastante meu pastor ja pregou sobre essa tal e é terrível vivermos numa sociedade cheia de sanguessugas

Izaias Filho disse...

Música da Banda Fruto Sagrado sobre a Sanguessuga:
https://www.youtube.com/watch?v=Tmp7_ncJcq0